O que é a Meditação

Meditação

A meditação consiste na prática de focar a atenção, frequentemente formalizada em uma rotina específica. É comum estar associada a religiões orientais. Há dados históricos comprovando que ela é tão antiga quanto a humanidade. Não sendo exatamente originária de um povo ou região, desenvolveu-se em várias culturas diferentes e recebeu vários nomes, floresceu no Egipto (o mais antigo relato), Índia, entre o povo Maia, etc.
Apesar da associação entre as questões tradicionalmente relacionadas à espiritualidade e essa prática, a meditação pode também ser praticada como um instrumento para o desenvolvimento pessoal num contexto não religioso.
A meditação é uma técnica que faz com que o indivíduo recupere e mantenha seu eixo, um centro, para onde pode retornar quando quiser. É como a ponta do compasso, que se bem fincada consegue traçar círculos perfeitos, sem que ela (o eixo) saia do lugar.
Depois de anos de prática, a pessoa consegue manter-se no seu eixo, mesmo estando no convívio social. Isso diminui a tensão e, consequentemente, fortalece as defesas imunológicas. É uma reacção em cadeia que proporciona, muitas vezes, a cura de uma doença.
É assim que a meditação provoca o equilíbrio e a harmonia psíquicos e esta técnica é fundamental no controle da dor, que é a manifestação física de um desconforto antes sentido pela mente, em muitos casos.

Etimologia

A palavra meditação vem do Latim, meditare, que significa voltar-se para o centro no sentido de desligar-se do mundo exterior e voltar a atenção para dentro de si. Em sânscrito, é chamada dhyana, obtida pelas técnicas de dharana (concentração), no chinês dhyana torna-se ch'anna e sofre uma contracção tornando-se Ch'an e Zen em japonês.

Definição

A meditação costuma ser definida da seguinte maneira:

    Tipos de Meditação >>>