Baduanjin ( 八段錦 ): Oito Tesouros de Buda

O Baduanjin (ou "pa tuan chin") pode ser traduzido literalmente do chinês como "oito peças de brocado" ou "oito tesouros de Buda", o nome designa sequências de oito exercícios de Qigong utilizadas pela medicina tradicional chinesa como forma de manter ou recuperar a saúde e como um treino básico por diversos estilos de artes marciais chinesas. Há uma sequência de movimentos para ser praticada de pé e outra para ser praticada sentado. A referência às "Oito peças de brocado" por vezes é explicada como uma associação entre a beleza e perfeição dos tecidos de seda e tapeçarias com a riqueza e satisfação originadas na boa saúde. É uma das formas de Chi Kung mais utilizadas como exercício.
Há diversas histórias sobre sua origem, atribuindo sua criação há tradições do sul e do norte da China. A mais conhecida o vincula ao famoso General Yue Fei ( 岳飛), que teria desenvolvido estas séries de exercícios como forma de manter a saúde de seus comandados. Assim esta prática teria sido criada no período da dinastia Song do Su. Outros autores, como Catherine Despeux, atribuem sua criação a Zhong Li (Chung-li Ch'üan), da dinastia Tang (618-907). O texto da dinastia Wei ( 魏) " 灵 剑子引导子午记" refere-se a um exercício de ginástica que corresponde a um dos que constitui o Baduanjin, mas a antiga referência a este nome registada ocorre no Yi Jian Zhi ( 夷 坚志), um texto da época da dinastia Song. No Dao Shu, Zhong Miao Pian ( 道枢• 众妙篇) há diversas descrições sobre o método de alongamento destes exercícios. Este título se refere ao fato que a sequência do Baduanjin se divide em oito técnicas, e que cada uma delas corresponde a uma frase que descreve o movimento e seus efeitos. Cada técnica deve ser repetida diversas vezes, geralmente se recomenda oito repetições de cada movimento. A respiração acompanha a movimentação de modo natural. A língua é suspensa em direcção ao palato, sem esforço, durante a realização da sequência. Historicamente, a prática é realizada tanto dentro da tradição taoista quanto na budista Shaolin. Após a revolução comunista chinesa foi um dos primeiros conjuntos de exercícios tradicionais chineses a ser reabilitado na década de 1950, despojado dos conceitos taoistas, tornou-se muito popular em toda a China, sendo inclusive praticado por Mao Zedong e Zhou Enlai. Actualmente são realizadas diversas pesquisas sobre os benefícios físicos e psicológicos que sua prática pode trazer para a saúde, como sua contribuição como prática complementar na prevenção da osteoporose e no tratamento da depressão em idosos com doenças crónicas.

<<< Escolas   Movimentos >>>